Curso Interdisciplinar em Dor da UFSCar pode ajudar várias áreas da saúde

Data: 06/02/18 11:56:30

“Se eu pudesse, pegava a dor, colocava a dor dentro de um envelope e a devolvia ao remetente.” (Mário Quintana, poeta gaúcho/ 1906 - 1994)

Estão abertas, até 28 de fevereiro, as inscrições para o II Curso de Especialização Interdisciplinar em Dor, organizado e desenvolvido pelo Departamento de Gerontologia (DGero) da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar). Os interessados já podem se inscrever por meio do site www.especializacaodor.faiufscar.com. Há desconto para duplas e grupos e as vagas são limitadas.

Docentes e pesquisadores da UFSCar, além da USP, UNESP e UNICAMP, apresentam as principais síndromes dolorosas e seus tratamentos cirúrgicos, farmacológicos, não-farmacológicos ou cuidados básicos e temporários, além do empreendedorismo e da pesquisa clínica que também compõem a grade curricular, dividida em vários módulos com carga horária de 368 horas totais, durante um ano e meio.

O curso é indicado para Assistentes Sociais, Biomédicos, Biólogos, Educadores Físicos, Enfermeiros, Farmacêuticos, Fisioterapeutas, Fonoaudiólogos, Gerontólogos, Médicos, Musicoterapeutas, Nutricionistas, Psicólogos, Terapeutas Ocupacionais e demais áreas de interesse.

A fisioterapia Anelise Moreti, que também faz mestrado em Fisioterapia na UFSCar, é uma das alunas da turma do curso de especialização que começou no ano passado. “Sem dúvida, o curso está correspondendo às minhas expectativas. Os temas abordados são muito relevantes e os professores são profissionais altamente capacitados e atualizados. As aulas buscam uma abordagem científica e interdisciplinar dos conteúdos, que vão desde conceitos e teorias até avaliação, tratamento e prevenção da dor. Saio de cada aula com a certeza de que fui muito feliz em minha escolha”, contou.

Uma outra aluna da turma anterior do curso é profissional de uma área que ainda causa muito temor em algumas pessoas: a odontologia. Para a cirurgiã-dentista Crischina SantAnna, a oportunidade de aprender com profissionais de diversos segmentos é muito valiosa, já que abre a visão sobre outros pontos em que a dor afeta, fora de um contexto clínico específico. “Este curso tem me ajudado muito a enxergar o paciente em ângulos que antes eu não alcançava. Pretendo continuar com pesquisas sobre a dor, assim como levar esses conhecimentos a colegas de outras áreas da saúde”, disse Crischina.

As aulas, que são presenciais a cada três semanas, começam dia 3 de março de 2018 e vão até julho de 2019, aos sábados e domingos, no Campus São Carlos da UFSCar com atividades desenvolvidas também na Unidade Saúde Escola (USE) e no Hospital Universitário (HU) da Instituição, das 8 às 12 horas e das 13 às 17 horas. Mais informações pelo e-mail dor.ufscar@gmail.com ou no Facebook, em www.facebook.com/dor.ufscar.