'Festival Chorando Sem Parar - edição Paulo Moura' vai até domingo

Data: 05/12/16 15:30:11

Começou nesta segunda-feira, dia 5 de dezembro, o maior evento de Choro do Brasil: o 13º Festival Internacional Chorando Sem Parar, que transforma São Carlos, no interior de São Paulo, na capital nacional deste ritmo tipicamente brasileiro. Homenageando Paulo Moura, um dos mais conceituados músicos do país, falecido em 2010, serão sete dias de atividades gratuitas com apresentações de grandes nomes da cena musical com ponto alto no domingo (11), dia que a música toca sem parar por 12 horas em praça pública.

A abertura desta edição do Chorando Sem Parar ficou por conta do veterano de Festival Yamandu Costa, considerado um dos maiores violonistas do Brasil. Nascido em Passo Fundo em 1980, Yamandu começou a estudar violão aos 7 anos de idade com o pai. Até os 15, sua única escola musical era a música folclórica do Sul do Brasil, Argentina e Uruguai. Depois começou a procurar por outras referências brasileiras, tais como Tom Jobim. Aos 17 anos apresentou-se pela primeira vez em São Paulo e a partir daí passou a ser reconhecido como músico revelação do violão brasileiro. Hoje em dia, Yamandu toca de choro à música clássica.

Yamandu Costa se apresentou no Teatro Municipal de São Carlos ao lado de Nailor Proveta, instrumentista que também é homenageado nesta edição do Festival devido à afinidade de estilo e envolvimento com Paulo Moura. Nesta terça-feira, dia 6, Proveta também coordenou a oficina “Paulo Moura e o Improviso Brasileiro” no Teatro de Bolso da UFSCar. "Falamos neste encontro com músicos sobre Paulo Moura, improvisação e os arranjos que ele fazia para as big bands", conta Nailor. 

Já na noite do dia 6 de dezembro, João Donato, pianista, acordeonista, arranjador, cantor e compositor brasileiro se apresentou no Teatro Florestan Fernandes da UFSCar ao lado de Alexandre Ribeiro, na segunda noite de abertura do Festival. Foi apresentado um repertório inspirado no álbum Dois Panos para Manga, que João gravou ao lado de Paulo Moura.

A programação ao longo desta semana ainda conta com nomes de ‘peso’ como os veteranos de festival Armandinho Macedo e o pianista americano Cliff Korman, além de estreantes no Festival como Marcos Suzano e a clarinetista de jazz vinda dos Estados Unidos Ana Cohen. Carlos Malta, o grupo Cadeira de Balanço e o maestro John Berman são outras das estrelas que participam da 13ª edição do Chorando Sem Parar.

Idealizado pelo projeto Contribuinte da Cultura, cuja gestão é da FAI.UFSCar (Fundação de Apoio Institucional ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico da Universidade Federal de São Carlos), o Chorando Sem Parar tem entrada franca. Confira a programação completa e outras informações em www.chorandosemparar.com.br