O melhor do Chorando Sem Parar acontece neste fim de semana

Data: 08/12/16 17:33:21

A programação do fim de semana do 13º Chorando Sem Parar, o maior Festival de choro do Brasil, tem início nesta sexta-feira, dia 9, com todas os shows abertos ao público. Grandes nomes da cena musical se apresentam em homenagem a Paulo Moura.

Assim como no ano passado, a Mostra Musical dos Alunos do Curso de Música da UFSCar (MoMA) integra esta programação. Se apresentam o Duo composto por Pedro Kebbe e Ashraf Droubi, e os grupos Navegantes do Lago e Pente fino, na sexta-feira, a partir das 19h30, na Praça Dr. Christiano Altenfelder Silva – Praça XV de Novembro.

Já no sábado, dia 10, a partir das 20 horas, na mesma praça, haverá o show “AfroBossaNova”, com Armandinho Macedo, Carlos Malta, Marcos Suzano e outros convidados. Com mais de 50 anos de carreira, Armandinho circula entre o Festival de Jazz de Montreux na Suíça e o Chorando Sem Parar em São Carlos com maestria. Focado na música instrumental nos últimos anos, Armando está voltado para o Choro e outros gêneros, tendo se apresentado ao lado de músicos consagrados, como Paulo Moura, Moraes Moreira, Pepeu Gomes, Caetano Veloso e Yamandu Costa. Carlos Malta, que tem como padrinho Hermeto Pascoal, toca sopro; já Marcos Suzano, que começou sua carreira tocando surdo e cuíca, fixou-se no pandeiro após desenvolver técnicas inovadoras. Estudante de ritmos africanos com Paulo Moura, Suzano tocou com Zizi Possi, Marisa Monte, dentre outros.

Ponto alto - O dia mais aguardado do Festival, dia 11, começa pontualmente às 10 horas com a já tradicional apresentação da Orquestra Experimental da UFSCar, que abre o domingo de Choro desde a primeira edição do evento, e segue, ininterruptamente, até as 22 horas.

A Orquestra da UFSCar é composta por alunos, professores e funcionários da UFSCar, além de muitos músicos da cidade de São Carlos e outros municípios da região, totalizando, hoje em dia, 90 integrantes. A regente Carolina Joly, docente do Departamento de Artes e Comunicação (DAC) da UFSCar, conta que o repertório será bem eclético. "Apresentaremos músicas brasileiras, pop, eruditas, trilhas sonoras de filmes, composição própria, e como não pode faltar nesta época, música de Natal", adianta Carol.

"Para nós, o Chorando tem duas importâncias, fazer parte deste encontro e ter a oportunidade de escutar, conhecer e aprender com músicos excelentes que passam pelo palco e pela praça", comemora a regente. Ainda no domingo passarão pelo palco Nailor Proveta, instrumentista que também é homenageado nesta edição devido à afinidade de estilo e envolvimento com Paulo Moura, o grupo Cadeira de Balanço e o maestro John Berman, dentre muitos outros.

Outras atividades
Além das apresentações musicais, no dia 9, acontece a palestra "O acervo digital Paulo Moura", ministrada por Halina Grynberg, produtora cultural, escritora e viúva de Paulo. O projeto foi elaborado sob a coordenação geral e musical de Cliff Korman. A atividade acontece no Centro Cultural da USP, às 17h30. Korman também ministra uma palestra no Chorando Sem Parar. No sábado, dia 10, às 10h30, ele fala sobre o encontro de musicalidades entre ele Paulo Moura, também no Centro Cultural da USP. Já às 14h30, a instrumentista norte-americana Ana Cohen coordena um bate -papo sobre a música instrumental brasileira nos Estados Unidos, que ocorrerá no Espaço 7.

Confira a programação completa no site www.chorandosemparar.com.br. O Chorando Sem Parar é idealizado pelo projeto Contribuinte da Cultura, cuja gestão é da FAI.UFSCar (Fundação de Apoio Institucional ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico da Universidade Federal de São Carlos).